diário

DESAFIO WANDERLUST

by

Fomos convidados pelo @amorepassaporte para o DESAFIO WANDERLUST.
O DESAFIO WANDERLUST consiste em responder 10 perguntas de viagem e desafiar outros viajantes para responderem também!
Achamos a ideia muito interessante e aceitamos o desafio. =)
Dessa forma podemos conhecer vários viajantes e você pode me conhecer um pouquinho melhor através das minhas respostas.
Você sabe o que significa WANDERLUST?
A palavra Wanderlust é formada da junção de outras duas palavras alemãs. Wandern = caminhar e lust = desejo. Wanderlust vem sendo cada vez mais utilizada para expressar esse sentimento de querer viajar pelo mundo e explorar ambientes ainda desconhecidos.

DESAFIO WANDERLUST1) Quando e para onde foi o seu primeiro avião?
Nossa faz tempo hein?!? huah. Não lembro ao certo, mas lembro que aos 9 anos decidi comemorar meu aniversário no Beto Carrero. Eu que sou apaixonada por festa troquei minha festa de aniversário pela viagem e peguei um avião do Rio de Janeiro para Blumenau.
Ahh minha primeira viagem de avião com o Paulo foi para Buenos Aires na Argentina. Nós amamos e depois da primeira não paramos mais. 😉

2) Para onde já foi e gostaria de voltar?
Difícil responder essa pergunta porque cada viagem me encantou de uma forma diferente e eu voltaria para vários lugares. Mas já que tem que responder vamos lá. Um lugar que eu fiquei apaixonada e com certeza voltaria é Queenstown na Nova Zelândia. É uma cidade pequena, aconchegante e linda.
Outro lugar que amei e queria muito voltar é Itacaré na Bahia. Praias lindas, comida boa e um ambiente maravilhoso.

DESAFIO WANDERLUST
Queenstown – Nova Zelândia
DESAFIO WANDERLUST
Itacaré – Bahia


3) Você está viajando amanhã e dinheiro não é problema, para onde você vai?
São tantos lugares que eu ainda quero conhecer que nem sei, mas acho que escolheria Ilhas Maldivas ou Fernando de Noronha. Dois lugares dos meus sonhos. =)

4) Método preferido de viagem: avião, trem ou carro?
Gosto dos 3 métodos, mas confesso que adoro a facilidade do carro. Você sai a hora que você quer, pode fazer quantas paradas quiser e não precisa ficar se preocupando com o limite de bagagem.

5) Site preferido de viagens?
Não tenho um site preferido. Eu vou procurando de acordo com o meu destino. Sempre entro em milhares de blogs de viagem enquanto estou na fase de planejamento.

6) Para onde você viajaria só para comer a comida local?
Fortaleza! Coco Bambu + Sorveteria San Paolo = amor eterno.

7) Você sabe seu número de passaporte de cabeça?
Não. Nunca decorei. =(

8) Você prefere assento do meio, corredor ou janela?
Quando posso escolher prefiro a janela, assim consigo ver a vista e ainda posso controlar se quero a janela aberta ou fechada. É muito ruim estar no corredor, querer dormir e a pessoa da janela fica com a janela aberta e o solzão entrando bem na sua cara.

9) Como você passa o tempo quando está no avião?
Em viagens longas eu durmo e assisto filme. Antes de entrar no avião até planejo fazer outras coisas como ler ou editar um vídeo, mas na hora fico com dor de cabeça e acabo não fazendo essas outras coisas.

10) Existe um lugar para onde você nunca mais voltaria?
Por incrível que pareça, tirando a “Toca do Morcego”, eu tive uma péssima experiência em Morro de São Paulo. O hotel era ruim, não achei o lugar tão bonito quanto em foto, tudo caro, muita ladeira, etc. Não vou dizer que nunca mais voltaria, mas não é um lugar que faça parte dos meus planejamentos de viagem.

Viajantes que desafiamos para o post: @tudoemara @voltaaomundoem6minutos @ocume

Espero que vocês tenham gostado. 😉
Beijos,
Amanda ♥

NOSSO CHÁ DE CASA NOVA

by

E para celebrar o nosso retorno ao Brasil decidimos fazer um CHÁ DE CASA NOVA. A ideia era reencontrar os nossos familiares e amigos e comemorar a nossa nova casinha.
Para quem não sabe, antes de morarmos na Austrália, eu e o Paulo morávamos com os nossos pais. Porém, agora estamos morando em um apartamento só nosso e nada mais justo do que comemorar essa nova fase das nossas vidas! CASA NOVA, VIDA NOVA! =)
Toda a ornamentação do chá foi planejada e executada por mim, pela minha mãe, vó, sogra e alguns amigos.
O único doce que não foi feito pela gente foram as trufas que por sinal estavam uma delícia.
Trufas de maracujá e chocolate – R$ 1,50 (cada)
contato: Dalila – (21) 97966-9089

A mesa de comida foi toda organizada pela minha mãe. Repleta de variedade, os convidados podiam desfrutar de folhados, pão gelado, frios, torta de cebola e muito mais.
Onde encomendar?
Folhados
Padaria Danúbio Azul – (21) 2281-7346
Endereço: Av. Dom Hélder Câmara, 4589 – Del Castilho
Frios
Palese – (21) 2596-8252
Endereço: R. Getúlio, 143 – Meier
Pães
Padaria Cravo e Canela – (21) 3298-4684
Endereço: Estr. Cel. Pedro Corrêa, 740 – Jacarepaguá


AS BRINCADEIRAS!
Eu, sinceramente, tinha uma certa aversão a essas brincadeiras que acontecem em chás. Apesar de saber que elas animam a festa, eu não queria ficar toda pintada. Mas, para a minha surpresa, minha amiga Grazi fez umas brincadeiras em forma de duelo entre eu e o Paulo que não teve nada dessa coisa de sair todo pintado e ao mesmo tempo foram bem divertidas. As brincadeiras consistiam em provar as nossas habilidades nos serviços domésticos e mostrar a sintonia do nosso amor. Nós amamos! =)

Deixo aqui o nosso MUITO OBRIGADO a todos que vieram nos prestigiar nesse dia tão especial! =))

E aí, gostou?!?! Não esquece de deixar a sua marquinha por aqui! Vou adorar ler um comentário seu ou ver que você curtiu esse post. =)
MUITO OBRIGADA! ♥
Beijos,
Amanda

NOSSA VOLTA AO BRASIL

by

Hoje, após 15 dias da nossa volta, resolvi escrever um pouco sobre esse assunto. O porque voltamos, como foi a nossa volta e como foram os nossos primeiros dias no Brasil.
Desculpa a demora em aparecer por aqui, mas é que aproveitei esses dias para curtir minha família e amigos, e também colocar a nossa nova casa em ordem.
Mas vamos ao que interessa… 😉
Fomos para Austrália achando que poderia, sim, ser para sempre, afinal é quase que uma unanimidade que a Austrália é um país maravilhoso. E digo mais, muitos dizem que ela é o Brasil que deu certo. Estou muito longe de falar mal da Austrália aqui nesse post, porém digo com toda a certeza que ela não é igual ao Brasil. O Brasil tem muitos defeitos, mas uma coisa eu aprendi, é aqui que está a sua história e é aqui que apesar de tudo será sempre a sua casa. Pode até ser que você se apaixone pela cultura, pela língua e pela vida na Austrália, porém o Brasil estará sempre em seus pensamentos e as palavras, dúvida e saudade andarão com você por toda a sua jornada.

Na Austrália eu aprendi que o mundo é muito maior do que eu imaginava e que respeitar o próximo e suas diferenças é algo que todos deveriam praticar. Chorei muito e passei por coisas que jamais imaginei que fosse passar, mas hoje eu digo que essa foi a maior e mais gratificante experiência da minha vida. Tudo o que eu vivi e aprendi nessa temporada será para sempre a minha maior riqueza.

Por que voltamos?
Diferente do que havia planejado, o intercâmbio é totalmente imprevisível e apesar da Austrália ser um país incrível, descobri que sou mais brasileira do que imaginava, digo mais, sou mais carioca do que imaginava. Além de sentir falta de família e amigos, eu sentia falta do estilo de vida que levava no Rio de Janeiro. Essas coisas não se explicam, só mesmo vivendo para entender.
Tirando a parte mais emocional, uma outra coisa que pesou na nossa decisão foi o fato do nosso visto vencer no início de junho/2016. Para renovar era preciso, mais uma vez, que eu renovasse como estudante e o Paulo entraria no meu visto. Isso seria algo bem caro e eu teria que “estudar” em uma escola que, muito provavelmente, não me acrescentaria em nada. E aí eu me perguntava: “Será que vale a pena tudo isso só para ficar na Austrália?” Além disso, o Paulo não estava conseguindo trabalho sempre. Algumas semanas ele trabalhava bem e outras ficava em casa sem nada. Foi então que decidimos que havia chegado a hora. Hora de voltar para casa.

A volta foi bem complicada, afinal foram 36 horas de voo, muita ansiedade para chegar de surpresa, minha mãe desesperada querendo falar comigo achando que tinha acontecido alguma coisa e eu dentro do avião sem comunicação, comida horrorosa no voo e para finalizar 77kg de excesso de bagagem, isso mesmo, tivemos que pagar mais de 1.600 reais por excesso de bagagem. É, a vida não está fácil! Mas enfim, CHEGAMOS!!!!

Primeiros dias no Brasil
Ficamos completamente chocados com as ruas sujas e cheias de buracos e o trânsito caótico. Uma outra coisa que nos incomodou bastante foram os supermercados, muita bagunça, frutas deformadas, legumes sujos e com larvas, locutor falando alto e preços bem elevados em produtos industrializados (OBS: até o momento só fomos em mercados mais populares). Por outro lado, recepção calorosa das nossas famílias e amigos, comidinha da mamãe e da vovó, carnes de um modo geral bem mais baratas do que na Austrália, comida japonesa no estilo brasileiro, mudança para o nosso novo apartamento e muito mais. É inexplicável a sensação de estar em casa.
Deixo aqui algumas fotos dos nossos primeiros momentos no Brasil…

Para assistir o vídeo da nossa chegada é só clicar no link abaixo: 🙂
https://youtu.be/M-1kHCueEmMGente, eu quero dizer que o POR ONDE FOR não irá acabar, afinal as aventuras e dicas continuam seja na Austrália ou no Brasil. #VemComAGente #VamoQueVamo

E aí, gostou?!?! Não esquece de deixar a sua marquinha por aqui! Vou adorar ler um comentário seu ou ver que você curtiu esse post. =)
MUITO OBRIGADA! ♥
Beijos,
Amanda

1 2 3 4