[INDONÉSIA] 1º DIA EM BALI: Visto, Motorista e Templo Uluwatu

by

E depois de mais de um mês viajando, aqui estou eu para contar todos os detalhes dessa nossa aventura para vocês. Os posts serão feitos na ordem dos países visitados, ou seja, INDONÉSIA, MALÁSIA, FILIPINAS e JAPÃO.
E aí, preparados para embarcar comigo nessa viagem? Vamos lá! =))

Tudo começou com um susto quando já estávamos no aeroporto de Brisbane rumo a Indonésia e o Paulo me diz que esqueceu a carteirinha da febre amarela em casa. Como havíamos entrado no Brasil a pouco tempo, existia o risco de pedirem a carteira de vacinação na entrada de algum país que iríamos visitar. Porém não havíamos tempo de buscá-la e resolvemos ir assim mesmo. Cada país que entrávamos ficávamos com aquele aperto no peito, para não dizer outra coisa…hauha. No final deu tudo certo, passamos por 4 países mais a entrada na Austrália sem a bendita carteira, mas aviso logo que o Paulo é sortudo, eu não arriscaria ir sem a carteira da febre amarela. #ficaadica

Outro perrengue que passamos logo no início e que nos acompanhou a viagem inteira foi o peso das nossas malas. Nós optamos em viajar apenas com uma mala de mão de 7Kg para cada um, mas na hora de arrumar as coisas percebemos que isso seria bem difícil. Então, lá fomos nós com os nossos 9kg a 10kg cada um. O fato é que a cada voo, lembrando que foram 13, a gente vestia várias roupas e colocava muitas coisas nos bolsos dos casacos para poder conseguir passar pelo check-in sem excesso de peso. Confesso que lá pela Ásia eles são mais tranquilos quanto a isso e dificilmente pesam a sua mala, mas nunca se sabe né?! #melhorprevinir

Bom, agora chega de lero lero e vamos ao que interessa…
INDONÉSIA
VISTO
O visto da Indonésia é feito direto no aeroporto, basta pagar uma taxa e pronto. Nós pagamos 35USD por pessoa.

Nossa primeira parada foi em BALI, sem dúvidas um lugar encantador com pessoas carinhosas, risonhas e de muita fé. A religião hindu e a crença em deuses estão por toda a parte, é possível encontrar muitas oferendas espalhadas pelas ruas, nos carros ou na entrada dos restaurantes e hotéis, por exemplo. Essas oferendas são trocadas diariamente em agradecimento aos deuses e em sinal de boa sorte para o dia que virá.

Chegamos no aeroporto de DENPANSAR por volta de 13h e lá estava o nosso motorista esperando a gente com a plaquinha “Amanda Romaris”. Ahh quero fazer um parêntese aqui no texto para falar e divulgar o nosso motorista. Achei o e-mail dele muito por um acaso na internet quando estava fazendo pesquisa da viagem e esse não poderia ter sido o acaso mais acertado. Roby ou, para os íntimos, Robinho é um cara super do bem, pontual, alto astral, adora brasileiro, canta música em português, responde e-mail muito rápido e sabe tudo sobre Bali. Como a maioria dos lugares em Bali são distantes uns dos outros, as ruas bem feias e o trânsito super confuso, acho essencial ter um motorista por lá. Algumas pessoas alugam moto, mas sinceramente, é tanta moto na rua e tanta poluição que eu não recomendo.
Vou deixar aqui os contatos do Robinho caso alguém se interesse.
celular: +6282146846065
e-mail: wayanrobyparwantoroby@yahoo.com
Nós pagamos 200USD por 5 dias de motorista – ele buscava a gente de manhã no hotel e passávamos o dia inteiro conhecendo pontos turísticos em Bali.

VOLTANDO A BALI…
Saímos do aeroporto e fomos direto em direção ao nosso hotel para tomar um banho e deixar as malas. Depois almoçamos e fomos para o TEMPLO ULUWATU. O lugar é lindo e a vista maravilhosa. Além disso, é nesse templo que acontece uma apresentação típica chamada KECAK RAMAYANA & FIRE DANCE que mistura antigos rituais, dança e drama em 5 atos. E para completar ainda mais o espetáculo, tudo isso acontece de frente para o por do sol. =))
O QUE VESTIR?
Não se preocupe com isso. Coloque a roupa que você quiser e lá no templo eles disponibilizam uns tecidos, chamados sarong, para você amarrar na cintura.
QUANTO CUSTA? (os valores estão na moeda do país – Rupia)
Entrada do templo – 20.000 por pessoa
Dança típica – 100.000 por pessoa

Seguem algumas fotos para vocês entenderem um pouco da magia desse lugar. 😉

E aí, gostou?!?! Não esquece de deixar a sua marquinha por aqui! Vou adorar ler um comentário seu ou ver que você curtiu esse post. =)
MUITO OBRIGADA! ♥
Beijos,
Amanda

5 Comments on [INDONÉSIA] 1º DIA EM BALI: Visto, Motorista e Templo Uluwatu

  1. Eduarda Iannuzzi
    outubro 20, 2015 at 5:41 pm (4 anos ago)

    Viajei com vc durante esses dias só pelas fotos, apesar de estar nos EUA, não deixei de acompanhar um minuto! Amo o jeito que você escreve, suas dicas e sua coragem! Muito sucesso sempre 🙂 aguardando os próximos posts! Bjks

    Responder
    • Amanda
      outubro 20, 2015 at 9:49 pm (4 anos ago)

      Ownnn, que linda!=))
      Muito obrigada! Em breve muiiitos posts da viagem!

      Responder
  2. Rosângela Omanguin
    outubro 21, 2015 at 5:37 pm (4 anos ago)

    Adorei seus relatos e suas fotos Amanda, aguardando as próximas ! Sucesso e que Deus a proteja

    Responder
    • Amanda
      outubro 22, 2015 at 11:34 pm (4 anos ago)

      Que bom que você gostou! Obrigada =]
      Ainda terão muiiitos posts da viagem e muitas novas viagens pela frente huahua
      beijossss

      Responder
  3. Tatiana C Perez
    março 22, 2017 at 4:24 pm (2 anos ago)

    Legal, passou por JKT tambem: Devo me mudar pra la em breve entao a dica do motora veio a calhar..rsrsrs

    Responder

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *